Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Canal Viva vai reprisar a novela “Mulheres de Areia”

Nilson Xavier

29/09/2015 10h32

Glória Pires, como as gêmeas Ruth e Raquel, e Guilherme Fontes (Foto: Divulgação/TV Globo)

Glória Pires, como as gêmeas Ruth e Raquel, e Guilherme Fontes (Foto: Divulgação/TV Globo)

Um dos maiores sucessos da dramaturgia da Globo em todos os tempos, a novela "Mulheres de Areia", de Ivani Ribeiro – das gêmeas Ruth e Raquel, vividas por Glória Pires -, ganhará nova reprise, desta vez no Viva. O canal decidiu por esta novela para substituir "Despedida de Solteiro", exibida na faixa das 15h30. Curiosamente, à época da apresentação original de "Mulheres de Areia" (em 1993), ela também entrou no lugar de "Despedida de Solteiro".

"Mulheres de Areia" já foi reprisada no "Vale a Pena Ver de Novo" em duas ocasiões: entre 1996 e 1997 e, mais recentemente, entre 2011 e 2012. Sinal dos tempos atuais de patrulha politicamente correta, para a reprise vespertina de 2011, a Globo alterou a abertura da novela, disfarçando a nudez da (então) modelo Mônica Carvalho. Resta saber se o Viva usará a abertura alterada ou a original dos anos 90.

Todas as vezes em que foi exibida, "Mulheres de Areia" fez sucesso. Na apresentação original, até cogitou-se mudar a novela do horário das seis para as sete. Para esta produção, que teve direção geral de Wolf MayaIvani Ribeiro mesclou duas antigas novelas suas: a "Mulheres de Areia" original, da TV Tupi (1973-1974), com Eva Wilma vivendo as gêmeas, e "O Espantalho", produzida pelos Estúdios Silvio Santos em 1976 e exibida posteriormente nas TVs Tupi, Record e TVS.

"Mulheres de Areia" foi baseada numa antiga radionovela de Ivani, "As Noivas Morrem no Mar" (1965), que por sua vez foi inspirada no filme "Uma Vida Roubada" ("Stolen Life", 1946), de Curtis Bernhardt, com Bette Davis (no papel das gêmeas) e Glenn Ford.

A família Assunção: Guilherme Fontes. Vivianne Pasmanter, Raul Cortez e Susana Vieira, e Marcos Frota, como Tonho da Lua (Foto: Divulgação/TV Globo)

A família Assunção: Guilherme Fontes. Vivianne Pasmanter, Raul Cortez e Susana Vieira, e Marcos Frota, como Tonho da Lua (Foto: Divulgação/TV Globo)

À noite vai ter lua cheia!

Na trama, as gêmeas Ruth e Raquel são idênticas, mas de personalidades opostas. Enquanto Ruth é boazinha, Raquel é má, ambiciosa e mau-caráter. Raquel rouba o namorado na irmã, Marcos Assunção (Guilherme Fontes), que é rico, e consegue casar com ele. Um acidente em alto mar com as gêmeas, faz com que Ruth seja dada como morta. Mas, na realidade, ela era a sobrevivente, se fez passar por Raquel e foi viver com o marido da irmã falecida, sustentando a farsa. Só que Raquel sobreviveu e estava escondida arquitetando sua volta para se vingar de Ruth.

No elenco, também Marcos Frota (Tonho da Lua), Raul Cortez (Virgílio Assunção), Susana Vieira (Clarita), Sebastião Vasconcellos (Floriano), Laura Cardoso (Isaura), Vivianne Pasmanter (Malu), Humberto Martins (Alaor), Paulo Betti (Wanderley), Paulo Goulart (Donato), Andréa Beltrão (Tônia), Daniel Dantas (Breno), Adriano Reys (Sampaio), Thaís de Campos (Arlete), Henri Pagnocelli (César), Nicette Bruno (Juju), Jonas Bloch (Alemão) e outros.

"Mulheres de Areia" volta em fevereiro de 2016, às 15h30, com reprise à 1h45 da madrugada, em substituição a "Despedida de Solteiro.

Saiba mais sobre "Mulheres de Areia" AQUI.

COMENTE: Gostou da novidade? Ou preferia que fosse outra?

Siga no TwitterFacebookInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.