Blog do Nilson Xavier

Oscar 2017: Interpretação de Natalie Portman beira a caricatura, parece uma boneca de Jackie Kennedy

Nilson Xavier

07/02/2017 09h23

Natalie Portman como Jacqueline Kennedy (Foto: divulgação)

Natalie Portman como Jacqueline Kennedy (Foto: divulgação)

Jackie” é um filme propositalmente difícil e angustiante. A excelente trilha sonora intensifica essa sensação. Os dois primeiros terços são arrastados e ele só ganha algum ritmo na reta final. O longa do chileno Pablo Larraín (de “No“) retrata a perturbação de Jacqueline Kennedy (Natalie Portman) após o assassinato do marido, o ex-presidente dos EUA John F. Kennedy – ela estava ao seu lado quando ele foi baleado na cabeça durante um desfile em carro aberto, em Dallas, em 1963.

O filme pinta Jackie Kennedy como uma mulher dúbia e paradoxal. Ela mescla momentos de emoção com rispidez, frieza e ironia durante a entrevista que narra o filme; é falsamente deslumbrada no vídeo que gravou para a TV apresentando a Casa Branca (antes da tragédia); e extremamente perturbada nos momentos após o assassinato até o funeral do presidente (a maior parte da ação). Mas Jackie se desarma no diálogo com o padre (vivido pelo recém falecido John Hurt) – é quando ouve algumas verdades.

jackie_posterA interpretação de Natalie Portman beira a caricatura, mas condiz com a proposta do filme. A atriz faz a personagem real parecer uma boneca de Jacqueline Kennedy, não muito diferente dos manequins das lojas que imitam o seu visual, mostrados no filme. 3 estrelas.

3 indicações: atriz (Natalie Portman), trilha original e figurino.

Siga no TwitterFacebookInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Topo