Blog do Nilson Xavier

Oscar 2017: O iraniano “O Apartamento” parece uma continuação de “A Separação”, vencedor em 2012

Nilson Xavier

07/02/2017 21h13

Shahab Hosseini e Taraneh Alidoosti (Foto: divulgação)

Shahab Hosseini e Taraneh Alidoosti (Foto: divulgação)

O filme iraniano “A Separação”, de Asghar Farhadi, ganhou o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2012. O diretor volta a concorrer, agora com “O Apartamento” (“Forushande”). Os dois são excelentes – particularmente, tenho uma queda maior por “A Separação”, a trama me emocionou mais. Mas quem viu o anterior, vai ter a impressão de ver agora uma espécie de continuação.

Farhadi não só dirigiu como também roteirizou os dois filmes. Mas não é apenas uma questão de estilo. “A Separação” e “O Apartamento” têm em comum a mesma ambientação, os mesmos tipos humanos e a mesma estrutura narrativa: os filmes apresentam os personagens e a história vai se revelando aos poucos até chegar a um ápice e acontecer uma reviravolta na trama. Tudo com uma câmera em movimento que persegue os atores.

oapartamento_cartazO bom é que as histórias são completamente diferentes – mas com as mesmas questões éticas, morais e sociais. O diretor apresenta um Irã moderno e atuante na educação e cultura. Tem a crítica social, porém a trama e os dilemas dos personagens são universais e inerentes ao ser humano de qualquer cultura. 4 estrelas.

1 indicação: filme estrangeiro.

Siga no TwitterFacebookInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Topo