Blog do Nilson Xavier

10 clássicos da música pop internacional escondidos em trilhas de novela

Nilson Xavier

19/02/2017 07h08

A intenção é listar clássicos da música pop internacional que curiosamente são encontrados em novelas porque o cantor (ou banda) é muito raro nessas trilhas, ou porque a música em questão veio a se tornar um grande sucesso mundial mais tarde, ou porque a música foi o primeiro sucesso do cantor, de quando ele ainda não era conhecido por aqui. Respeitando essa premissa, a escolha foi totalmente subjetiva.

Mas antes, clique AQUI (vai abrir outra janela) para ouvir a playlist das músicas enquanto lê o texto!

 

Golden Years“, David Bowie

A única música de sucesso de David Bowie – de sua fase áurea (anos 70) – em uma trilha de novela. “Golden Years” foi faixa do álbum “Station to Station“, de 1976, considerado uma das obras mais significativas de Bowie, que, à época, já era um cantor popularíssimo. No ano seguinte, a música entrou para a trilha da novela “Duas Vidas“, de Janete Clair. Bowie teve apenas mais um canção em novela, 36 anos depois: “The Stars (Are Out Tonight)“, em “Amor à Vida” (2013).

 

Heart of Glass“, Blondie

Música do álbum “Parallel Lines“, o terceiro em estúdio do Blondie, lançado em 1979. No mesmo ano, entrou para o disco internacional da novela “Pai Herói“, de Janete Clair. “Heart of Glass” tornou-se um sucesso instantâneo no mundo todo e é até hoje reverenciada. Com uma pegada assumidamente disco, é um dos maiores sucessos do Blondie, uma banda mais famosa por seu estilo new wave e punk rock. Por ser tão sofisticada, acho que a música destoa do resto do LP “Pai Herói“, composta principalmente por babas (românticas melosas), soft-music e discoteca (o Brasil vivia o auge da Era Disco). Em 2014, “Heart of Glass” entrou na trilha da novela “Boogie Oogie”, uma espécie de coletânea de hits setentistas.

 

Sultans of Swing“, Dire Straits

A música que lançou o Dire Straits, considerada por muitos a melhor da banda, faixa do álbum de estreia, de 1978. O grupo tornou-se um dos mais representativos no cenário musical na década de 80. Quando “Sultans of Swing” entrou na trilha da novela “Os Gigantes“, de Lauro César Muniz, em 1979, a banda ainda era pouco conhecida dos brasileiros. O Dire Straits teve duas outras participações em novelas: “Private Investigations” em “Campeão” (1983), e a balada “Why Worry” em “Roda de Fogo” (1986).

 

I Love Rock ´N Roll“, Joan Jett and The Blackhearts

Considerada uma das cem melhores músicas do século 20, pouca gente sabe que “I Love Rock ´N Roll” já foi tocada em novela. Gravada pela “rainha do rock” Joan Jett, de sua fase com os Blackhearts, a música foi lançada em 1981 e tornou-se um hit mundial. Quando estava em seu auge, em 1982, entrou para a trilha da novela das seis “O Homem Proibido“, escrita por Teixeira Filho a partir do romance de Nelson Rodrigues. A novela não fez sucesso, nem os LPs venderam tanto, mas a música está lá no disco internacional: é a última do lado B.

 

Everybody“, Madonna

Além dessa, Madonna teve apenas duas outras músicas em trilhas de novelas: “Crazy for You” em “A Gata Comeu” (em 1985, ainda que o disco tivesse sido recolhido porque a música não havia sido autorizada), e “Papa Don´t Preach” em “Hipertensão” (1987). No entanto, “Everybody“, lançada em 1982, foi o primeiro single da carreira da cantora e apareceu no disco “Final Feliz” internacional quando ninguém sabia quem era aquela baixinha loura invocada. Madonna estourou no mundo todo entre 1983 e 1984 com o seu primeiro grande hit, Holiday“, após “Final Feliz” ter acabado.

 

Just Can´t Get Enough“, Depeche Mode

Foi o primeiro sucesso da banda inglesa Depeche Mode. Lançado em 1981, foi seu terceiro single, incluído no primeiro álbum, “Speak & Spell“, em 1982. Em 1983, a música entrou para a trilha internacional da novela “Louco Amor“, de Gilberto Braga, quando o Depeche Mode era totalmente desconhecido por aqui. No final dos anos 80, no auge do sucesso da banda, a música voltou às paradas no Brasil. O grupo teve apenas duas outras músicas em novelas, quando já era mundialmente famoso: “Strangelove” em “Bebê a Bordo” (1988) e “Walking in my Shoes” em “O Mapa da Mina” (1993).

 

When Doves Cry” e “Purple Rain“, Prince and The Revolution

Prince já era conhecido quando lançou o álbum “Purple Rain“, em 1984, trilha sonora do filme homônimo, o primeiro acompanhado de sua banda The Revolution. Esse disco tornou-se o seu maior sucesso e até hoje é aclamado como um dos melhores da história. Se em seus últimos anos de vida, o cantor tinha um cuidado exagerado com os direitos autorais de suas canções (a ponto de proibir a execução no Youtube), imagina autorizar a reprodução em novelas! Aconteceu com dois dos maiores hits desse disco: “When Doves Cry” em “Vereda Tropical” (em 1984) e a balada “Purple Rain“, que dá nome ao álbum, em “Corpo a Corpo” (em 1985).

 

Still Loving You“, Scorpions

Curioso que um dos sucessos mais populares da banda alemã de hard rock e heavy metal Scorpions seja uma balada romântica. Só que das mais sofisticadas e estilosas! “Still Loving You” é faixa do disco “Love at First Sting“, de 1984, considerado o de maior sucesso do grupo (apesar de já veterano à época). A música fez parte da trilha da novela “Corpo a Corpo“, de Gilberto Braga, em 1985, e foi uma das mais aclamadas pelo público quando a banda tocou na primeira edição do Rock in Rio. Scorpions tem outras três músicas em novelas: “Under the Same Sun” em “Sonho Meu” (1993), “You and I” em “Quem é Você” (1996) e “The Game of Life” em “Os Mutantes” (2007).

 

I Was Born to Love You“, Freddie Mercury

Em 1985, enquanto seguia com sucesso como vocalista do Queen (tendo se apresentado naquele ano no Rock in Rio e no festival britânico Live Aid), Freddie Mercury lançou seu primeiro álbum solo, “Mr. Bad Guy“, do qual, a música mais bem sucedida, “I Was Born to Love You“, entrou para a trilha da novela “A Gata Comeu“, de Ivani Ribeiro. Aquele momento era um novo auge do Queen, com grandes turnês mundiais e muita visibilidade para Mercury. O cantor teve apenas mais uma música em novela: “How Can I Go On“, num dueto com Montserrat Caballé, em “Que Rei Sou Eu?” (1989).

 

Em minha seleção, deixei de fora títulos como a sofisticada “C´Est La Vie“, um dos maiores sucessos da banda de rock progressivo Emerson, Lake & Palmer (sua única música em novela, “Espelho Mágico”, 1977); “Inbetween Days“, primeiro sucesso do The Cure, e “West End Girls“, primeiro sucesso dos Pet Shop Boys (ambas da trilha de “Selva de Pedra”, 1986, quando as bandas eram desconhecidas por aqui); “Sledgehammer“, o maior sucesso da carreira solo de Peter Gabriel (sua única música em novela, “Roda de Fogo”, 1986); a balada “With or Without“, a única vez em que  o U2 foi ouvido em novela (“Mandala”, 1988); e as duas únicas músicas em novelas do Guns N´Roses, do início da banda: “Patience” (em “Que Rei Sou Eu?”, 1989) e “Sweet Child O´Mine” (em “O Sexo dos Anjos”, 1990, ainda que, quando entrou na novela, a música já estivesse estouradíssima aqui).

Faixa Bônus: Como assim Kraftwerk em novela? Não entrou no disco lançado comercialmente, mas o hitHome Computer” tocava nas vinhetas de “estamos apresentando” de “Brilhante“, em 1981.

Quer aumentar essa lista? Comente abaixo outras músicas de bandas/cantores raros em trilhas de novelas ou que ainda eram desconhecidos quando apareceram em uma novela.

Fotos: divulgação.
Siga no TwitterFacebookInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Topo