Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Globo disponibiliza para o público o “Sitio do Picapau Amarelo” antigo

Nilson Xavier

04/07/2017 10h31

Zilka Salaberry, André Valli e Jacira Sampaio (Foto: Acervo Globo)

Uma boa notícia para quem foi criança entre as décadas de 1970 e 1980. Ou para quem adora programação da "tv a lenha". A Globo disponibiliza a partir do dia 6 de julho, na Globo Play (sua plataforma on demand), o "Sítio do Picapau Amarelo". Não a produção dos anos 2000 (com Isabelle Drummond como a boneca Emília). Trata-se do "Sítio antigo", que a emissora apresentou entre os anos de 1977 e 1986 e marcou toda uma geração de crianças.

A Globo está anunciando em sua programação (na TV aberta) as minisséries editadas como telefilmes de duas horas que já se encontram na Globo Play ("Presença de Anita", "O Canto da Sereia", "Hoje é Dia de Maria", etc). No comercial aparecem também cenas do "Sítio", no entanto o programa só poderá ser visto a partir da quinta-feira (dia 6).

A princípio serão os 17 episódios da série "Memórias da Emília", adaptada de Monteiro Lobato por Benedito Ruy Barbosa, com direção geral de Geraldo Casé, exibida em 1978 – o segundo ano do programa, quando já havia virado mania entre a molecada.

Um bom momento para rever atores que encantaram crianças hoje quarentonas (como esse colunista): Zilka Salaberry (Dona Benta), Jacira Sampaio (Tia Nastácia), Reny de Oliveira (Emília), André Valli (Visconde), Júlio César (Pedrinho), Rosana Garcia (Narizinho), Samuel Santos (Tio Barnabé), Tonico Pereira (Zé Carneiro), Canarinho (Garnizé), Romeu Evaristo (o Saci), Stella Freitas (a Cuca) e outros.

AQUI tem tudo sobre o Sítio antigo: elenco completo, curiosidades, trilha sonora, etc.
Siga no FacebookTwitterInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.