Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Novelista Ivani Ribeiro -de Mulheres de Areia e A Viagem- ganha biografia

Nilson Xavier

28/06/2018 07h00

Marcos Frota, o Tonho da Lua de “Mulheres de Areia'' | Antônio Fagundes e Christiane Torloni em “A Viagem'' (foto: Acervo/TV Globo)

A partir da segunda metade da década passada, a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo lançou a série Aplauso, de biografias relacionadas ao teatro e televisão. Sempre me questionei por que não havia nenhum título sobre Ivani Ribeiro, uma das mais importantes novelistas da história de nossa TV. Eu mesmo acabei por descobrir, quando comecei a pesquisar sobre sua vida na intenção de escrever uma. Quando viva, Ivani era uma mulher discretíssima e seus filhos não moravam mais em São Paulo, onde foram criados.

Falar sobre sua obra, eu já havia, clique AQUI. Mas era muito difícil juntar detalhes da vida íntima da novelista. Diante das dificuldades, desisti. Anos atrás, a jornalista Carolline Rodrigues me procurou para conversarmos sobre uma biografia da autora. Dei a ela algum material que tinha, umas cópias de diários da adolescência de Ivani Ribeiro em Santos. Confiei a Carolline esse pedaço da história de vida da autora. Eis que, semanas atrás, recebi o convite para o lançamento do livro, finalmente publicado.

Carolline Rodrigues lança “Ivani Ribeiro: a dama das emoções“, na próxima terça-feira (03/07), às 18h30, em São Paulo, na Livraria da Vila. Além da pesquisa em publicações, manuscritos e diários da autora, o livro conta com 80 depoimentos, entre eles, de Ana Rosa, Bruna Lombardi, Eva Wilma, Fernanda Montenegro, Fulvio Stefanini, Laura Cardoso, Mauro Mendonça, Nicette Bruno, Nivea Maria, Regina Duarte, Rosamaria Murtinho, Silvio de Abreu e Stênio Garcia.

Paulista de São Vicente, Ivani Ribeiro, nasceu em 20/02/1916 e faleceu em 17/07/1995, aos 79 anos. Antes de escrever para a televisão, já era conhecida no rádio. Foram quase 50 telenovelas – só para citar as diárias, exibidas entre 1963 e 1994. Várias delas, grandes sucessos: “A Moça que Veio de Longe“, “A Deusa Vencida'' (duas versões), “As Minas de Prata“, “A Muralha“, “Meu Pé de Laranja Lima'' (duas versões), “Mulheres de Areia'' (duas versões), “Os Inocentes“, “A Barba Azul'' (e seu remake “A Gata Comeu“), “A Viagem'' (duas versões), “O Profeta“, “Aritana“, “Cavalo Amarelo“, “Final Feliz'' e muitas outras.

Ivani era uma escritora incansável, roteirizou novelas seguidas e, às vezes, mais de uma ao mesmo tempo. Foi uma das responsáveis pela “brasileirização'' da telenovela, distanciando-a do modelo latino, em voga até a década de 1960.

Também era conhecida por sua capacidade de criação: escreveu todo tipo de novela – adaptações de textos latinos e de clássicos da literatura e do cinema, dramas, comédias, tramas infanto-juvenis e adultas, rurais e urbanas, espiritualistas, de ficção científica, contemporâneas e de época – em várias temáticas, inclusive com merchandising social em uma época em que este termo ainda nem existia: analfabetismo, direitos trabalhistas, poluição e meio-ambiente, a questão do índio, paranormalidade, Kardecismo, etc.

Ivani Ribeiro: a dama das emoções“, de Carolline Rodrigues
Editora Novo Século, 432 páginas.
3 de julho, 18h30, Livraria da Vila, Alameda Lorena 1731, São Paulo.

Siga no Facebook – Twitter – Instagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.