Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Palmas para Letícia Colin! Rosa é a protagonista moral de "Segundo Sol"

Nilson Xavier

20/07/2018 11h09

Foto: reprodução

Excelente 1

A trama de amor de Beto Falcão (Emílio Dantas) e Luzia (Giovanna Antonelli) – que envolve a farsa da morte do cantor e o crime do qual ela é acusada, que a afastou dos filhos – deveria nortear a novela "Segundo Sol". Deveria. Mas desde o início da Copa está em banho-maria. A bem da verdade, a farsa do cantor esgotou-se. Serão necessários novos desdobramentos para fazê-la andar. O que é uma pena, já que o talentoso Emílio Dantas está desde então relegado a segundo plano.

O que faz a história principal se movimentar é a trama da "marishquera" engabelada pela dupla do mal Karola & Laureta (Deborah Secco e Adriana Esteves) – já apelidada de Pink & Cérebro. É aí que vem despontando uma peça importante: a prostituta Rosa – que tem rendido toda a sorte de elogios à sua intérprete, Letícia Colin. Motivada por uma vingança pessoal contra Laureta, Rosa, parece (porque eu não leio spoilers!), trará à tona todas as maldades da vilã.

Mocinhos insossos fazem vilões tirar férias. Onde fica o conflito? Sem conflito, não há novela, série ou filme. Além de suas tramas pouco convincentes, Beto e Luzia estão apartados e se tornaram personagens apáticos. Como Karola alimenta-se de Beto, a vilã também perde força quando ele enfraquece. Laureta é quem se destaca. E o conflito de Laureta é deflagrado com Rosa – esta sim a verdadeira heroína da novela, a protagonista moral de "Segundo Sol".

Letícia Colin e Roberto Bonfim (foto: reprodução)

Desde o início, Letícia Colin vem chamando a atenção por sua interpretação segura como Rosa. A personagem é torta: tem um apurado senso de justiça, é bom caráter, mas mente, engana, é ansiosa e mete os pés pelas mãos. Isso a torna potencialmente rica como personagem e, somado ao carisma da atriz, irresistível e apaixonante. Que sequência incrível (catártica e icônica) a expulsão de casa pelo pai Agenor – Roberto Bonfim, grande ator! Ótima atriz também Kelzi Ecard, como Nice, a mãe.

Rosa já entrou para aquela categoria "não consigo imaginar outra atriz no papel". Assim como é difícil imaginar outra Princesa Leopoldina se não Letícia Colin (sua personagem anterior, da novela "Novo Mundo").

Excelente 2: A trama central perder força para tramas paralelas é algo inédito em novelas de João Emanuel Carneiro. Ou tramas paralelas se destacarem mais que a principal. Falo do núcleo envolvendo Roberval (Fabrício Boliveira) e a família Athayde, que é muito bom.

Excelente 3: Chay Suede como Ícaro, o Marrentinho. Percebe-se uma construção de personagem. Assim como vemos em Letícia Colin. Tão bom atores muito jovens se destacando pelo trabalho e talento!

PS: Perceberam que acabou a Copa e a novela está movimentadíssima! JEC voltou da Rússia? E Gorete e Clóvis NÃO APARECERAM NOS DOIS ÚLTIMOS CAPÍTULOS! Nada contra os ótimos Thalita Carauta e Luís Lobianco. Mas que overdose!

Leia também: "Segundo Sol" aderiu ao processo de "scoobydoolização" das novelas.
AQUI tem tudo sobre "Segundo Sol": trama, elenco, personagens, trilha sonora, curiosidades.
Siga no Facebook – Twitter – Instagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.