Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Gosta de rir? Dupla leva às gargalhadas com "Teatro Para Quem Não Gosta"

Nilson Xavier

06/10/2018 20h19

Ricardo Rathsam e Marcelo Médici como Julieta e Romeu (foto: Cátia Coelho)

Eu não sou crítico de teatro e nem tenho a pretensão de ser. Mas vou indicar a peça 1 porque os caras são meus amigos; 2 porque é muito, muito boa, texto engraçado e inteligente, produção de primeira (direção, luz, cenografia, figurinos, trilha, etc); 3 porque estamos precisando dar boas gargalhadas nesse momento estranho do país; e 4 porque me deu na telha.

A ideia de "Teatro Para Quem Não Gosta" é brincar com o desinteresse do público e as dificuldades de fazer teatro no Brasil, ainda mais sem incentivos e patrocínio ou um elenco "global" como chamariz ("o teatro está acabando!", alardeiam os atores).

E não há patrocínio mesmo: Marcelo Médici e Ricardo Rathsam bancam sozinhos, na raça, o espetáculo (escreveram, dirigiram e produziram). E, independente de ser "global", Médici já é um chamariz e tanto haja vista seus trabalhos anteriores no teatro e personagens como o Mico Leão Dourado, Tia Penha e Mãe Jatira. Já sabemos que é garantia de boas risadas!

A Dama das Camélias (foto: Lenise Pinheiro) | A Pequena Sereia (foto: Cátia Coelho)

Em… sei lá, duas horas? (não contei, o tempo passa tão rápido!) a dupla se debruça sobre uma galeria de tipos hilários para contar, didaticamente (até certo ponto) a História do Teatro, dos gregos ("Édipo Rei"), passando por Shakespeare ("Romeu e Julieta"), o teatro de revista, Cacilda Becker ("A Dama das Camélias"), até os stand-ups e youtubers.

É uma maratona insana de troca de figurinos, entradas e saídas de cena, texto texto texto e gags, em que o roteiro cede aqui e ali para improvisações e risadas dos próprios atores. O público se diverte, claro: são dois palhaços em cena fazendo o que gostam e se divertindo. Uma troca gostosa entre atores e plateia. E uma aula de teatro divertidíssima! Começa mais ou menos séria e logo descamba para o humor nonsense – que não deixa de fazer crítica: ao próprio teatro, a quem se apropria dele e ao público.

Difícil escolher o melhor personagem em cena, mas destaco: Rathsam como a Dama das Camélias (só o figurino genial dá vontade de rir) e o Patinho Feio da peça infantil; e Médici como o moleque que inferniza o patinho, a Pequena Sereia e a vovó youtuber. E tem muitos outros!

A Vovó Youtuber (foto: Cátia Coelho) | O Patinho Feio (foto: Lenise Pinheiro)

Você pode até não gostar de teatro, mas rir você gosta! "Teatro Para Quem Não Gosta" foi prorrogado em São Paulo, até 15 de novembro. Próxima quinta é véspera de feriado, corre ver! Ingressos AQUI.

Teatro FAAP, às quintas-feiras, 21h.
Cenário: Kleber Montanheiro,
Figurinos: Fabio Namatame,
Trilha sonora: Ricardo Severo,
Iluminação: Adriano Tosta,
Supervisão: Kleber Montanheiro.
14 anos.

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.