Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Exposição organizada por Boni comemora os 50 anos da mídia no Brasil

Nilson Xavier

28/10/2018 07h00

Claro que a mídia existe no Brasil há mais que 50 anos! O cinquentenário é do Grupo de Mídia São Paulo, entidade que congrega os profissionais de mídia das agências de publicidade e propaganda do estado. A exposição "50 anos de mídia no Brasil – 1968-2018" conta a evolução dos meios de comunicação nas últimas cinco décadas entremeada com os fatos históricos que ocorreram no país no decorrer deste período. A proposta é uma viagem no tempo para mexer com a memória afetiva e com as emoções de quem viveu estas épocas. E também como uma oportunidade de conhecimento para os mais jovens.

Separada por décadas, a exposição contou com a curadoria de José Bonifácio de Oliveira Sobrinho (o Boni) e Thomaz Souto Corrêa, dois ícones do mercado de mídia brasileiro, que, junto com uma equipe de apoio, foram responsáveis por selecionar e indicar as referências para cada período da exposição. No passeio pelo tempo, tudo está ambientado de acordo com as características de cada década. Aparelhos de televisão e rádio (das épocas correspondentes) exibem trechos de programas de cada período em questão. Também há um "Álbum Interativo da Mídia", em que o visitante organiza imagens de acordo com o que acha mais relevante ou a seu gosto pessoal.

"Este ano, o Grupo de Mídia São Paulo comemora seus 50 anos. Como profissionais ligados diretamente aos meios de comunicação e seu público consumidor, nada mais justo do que comemorarmos esta data com a população. Esta exposição foi concebida como um presente para cidade, uma oportunidade de entretenimento para as famílias viajarem juntas por estas décadas tão marcantes na vida dos brasileiros", comentou Paulo Sant'Anna, presidente do Grupo de Mídia São Paulo, durante a coletiva de imprensa da mostra.

A exposição contou com a criação e produção de cenografia da Caselúdico, responsável por algumas das exposições mais bem-sucedidas do país, como o Castelo Ra-Tim-Bum, Tim Burton e Sílvio Santos; pesquisa e textos de Elmo Francfort; produção geral da Piraporanó e gerenciamento operacional da Duo Experience.

As décadas

1968-1977, Massificação das mídias: ditadura, chegada do homem à Lua, revista Veja, ascensão da TV Globo, Copa de 70, TV colorida, transmissões via satélite, Sílvio Santos, Chacrinha, Flávio Cavalcanti, Hebe Camargo, Os Trapalhões, Beto Rockfeller, Irmãos Coragem, O Bem Amado, Gabriela, Escrava Isaura, Jornal Nacional, Fantástico, Sítio do Picapau Amarelo, os homens do Rádio, etc.

1978-1987, O Brasil via Embratel: rádios FM, Era Disco, Dancin'Days, quem matou Salomão Hayalla?, fim da TV Tupi, a anistia, Diretas Já, fim do Governo Militar, Henfil, SBT, TV Manchete, TV Mulher, Bozo, Roque Santeiro, Armação Ilimitada, Xuxa, revistas verticais, vídeo-clipes, vídeo-games, videocassete, etc.

1988-1997, Quantidade e Qualidade: nova Constituição, TV Pirata, Jô Soares Onze e Meia, Faustão, compact-disc, MTV, Vale Tudo, Pantanal, Carrossel, TV a cabo, impeachment de Collor, TVA, Globosat, morte de Ayrton Senna, internet, UOL, DVD, Castelo Rá-Tim-Bum, banheira do Gugu, telefone celular, etc.

1998-2007, A Internet veio para ficar: ferramentas gratuitas iG e BOL, portais Terra e Yahoo, ICQ e MSN Messenger, fim da TV Manchete, Ratinho, bug do milênio, blogs, Napster, rádios web, Google, Orkut, versões online das revistas, blu-ray, Casa dos Artistas, BBB, O Clone, Senhora do Destino, Twitter, Facebook, etc.

2008-2018, A Era Digital: plataformas digitais, redes sociais, segunda tela, Breaking Bad, Game of Thrones, Avenida Brasil, Empreguetes, Os Dez Mandamentos, A Força do Querer, The Voice Brasil, Masterchef Brasil, trend topics do Twitter, Youtube, memes, Netflix, rádio ao vivo e a cores, mídia exterior, cinema multiuso, aplicativos, etc.

50 anos de mídia no Brasil – 1968-2018
De 26/10/2018 a 03/02/2019, de terça a domingo, das 10h00 às 19h00.
Ingressos: R$ 20,00 | R$ 10,00 (meia)
Unibes Cultural: Rua Oscar Freire, 2.500, São Paulo (ao lado da estação Sumaré do metrô)
Informações: (11) 3065-4333 ou no site.

Fotos: Flavio Santana.

Siga a coluna no Facebook – Twitter – Instagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.