Topo
Blog do Nilson Xavier

Blog do Nilson Xavier

Em noite quente, "Sétimo Guardião" tem a pior audiência de uma terça-feira

Nilson Xavier

19/12/2018 10h45

Eduardo Moscovis como León (foto: reprodução)

A matemática é simples: faz calor, a audiência da televisão diminui, na mesma proporção com que aumenta quando faz frio. E o que dizer de uma das noites mais quentes do ano em São Paulo, registrada nesta terça-feira (18/12)? "O Sétimo Guardião", a atual novela do "prime-time" da televisão brasileira, teve a pior de suas terças-feiras: média no Ibope da Grande SP de 27 pontos.

Este número requer atenção se considerarmos que foi um capítulo que pode ser chamado de especial, alardeado pela Globo nas chamadas: da transformação do gato León em figura humana, no caso, em Eduardo Moscovis. Muito boa a sequência, diga-se de passagem.

Não foi a menor audiência que a novela já registrou em um capitulo isolado: aconteceu no sábado passado (15/12), 23 pontos. Mas a novela vinha se mantendo nas terças anteriores na casa dos 30 pontos. O menor número em uma terça-feira registrado pela última novela, a criticada "Segundo Sol", foi 31 (no dia 19/06).

A culpa é só do calor? Não! Há exatamente um ano, terça-feira do dia 19 de dezembro, "O Outro Lado do Paraíso" cravou 40 pontos!

"O Sétimo Guardião" já recebeu do "Jornal Nacional" um número considerado baixo. Só que foi diminuindo até a metade do capítulo, para ganhar fôlego na segunda metade e ter seu auge ao final, com a transformação do gato. A bem da verdade, não fosse esse acontecimento, teria sido um capítulo chatíssimo, com destaque (negativo) para a bizarra cena da surra da prostituta no personagem de Marcelo Serrado. O que foi aquilo? OK, o personagem mereceu!

O fato é que "O Sétimo Guardião" ainda não "pegou" e, no pé em que está,  com o calorão em ritmo de fim de ano, está sendo difícil manter o povo interessado na novela das nove.

Siga no Facebook – Twitter – Instagram

foto: reprodução

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.