Blog do Nilson Xavier

Por que o “Lady Night” com Tatá Werneck é melhor que os outros talk shows

Nilson Xavier

A comparação é inevitável: por que diabos eu fiz uma maratona de “Lady Night” e não tenho o mesmo interesse pelos programas de Danilo Gentili, Fabio Porchat e Marcelo Adnet?

Tatá Werneck (Foto: Gianne Carvalho/Multishow)

Programas de entrevista existem desde os primórdios da televisão. No Brasil, Jô Soares elevou o gênero à categoria de talk show, ao importar a fórmula do americano “Late Show” de David Letterman. Durante os últimos anos do “Programa do Jô”, proliferaram em nossa TV os talk shows modernos – também baseados no que se faz lá fora.

Nesta seara, destacam-se Danilo Gentili, com o seu “The Noite” (SBT), o programa de Fabio Porchat na Record e o “Adnight” de Marcelo Adnet (Globo). Todos ótimos entrevistadores/animadores dentro da proposta de que o entrevistador anima a entrevista (e seu entrevistado), que segue misturada a brincadeiras de palco e música com a banda do programa.

E o que faz um talk show fidelizar a audiência? Neste modelo, a figura do entrevistador é tão importante quanto o entrevistado em si e/ou o assunto que o leva ao programa.

Danilo Gentili no “The Noite” | Marcelo Adnet no “Adnight” (Fotos: divulgação)

Assisto o “The Noite” quando o entrevistado ou o assunto realmente me atraem. Danilo Gentili é um ótimo entrevistador, mas não sou assíduo do programa apenas por sua causa. Mesmo porque, ele é uma peça numa atração que funciona muito bem no coletivo: o âncora e os demais integrantes do show.

Acho Fabio Porchat divertidíssimo em seu “Programa do Porchat”. Como é um dos apresentadores que mais me entretêm, sua figura influencia bastante na decisão de assistir ao programa. Mas confesso que saber quem é o entrevistado é determinante.

O “Adnight” é um talk show que atira para todos os lados, com mais games e pirotecnia do que entrevista. É outro que tem minha audiência dependendo do convidado. Quanto a Adnet, não o sinto à vontade e não o vejo como um animador em seu show. Parece que falta no “Adnight” o Adnet que conhecemos de seus programas humorísticos.

Todas essas atrações têm excelentes âncoras, mestres na arte de entreter. Todavia, ainda assim, o que desperta a minha audiência são os convidados. Confesso que era o mesmo com o “Programa do Jô”.

Fabio Porchat no “Programa do Porchat” | Jô Soares no “Programa do Jô” (Fotos: divulgação)

O “Lady Night” difere dos outros talk shows porque segue o caminho inverso. Lógico que o entrevistado interessa ao programa (e à audiência). Mas Tatá Werneck tem um domínio tão grande sobre o que faz em seu show, que – involuntariamente – o convidado acaba ficando em segundo plano.

Diante de Tatá, o entrevistado se torna um coadjuvante, mesmo que não seja essa a ideia. O que não é nenhum desmerecimento. Assim, ela arranca o seu melhor, deixando-o à vontade e natural, quando em outras situações ele poderia ficar engessado.

Resumindo: assumo que vejo o “Lady Night” mais pela performance de Tatá Werneck do que por seus convidados. Quando o entrevistado interessa, fica melhor ainda! Longe de mim desmerecer quem vai ao “Lady Night” (ou mesmo desmerecer Danilo Gentili, Fabio Porchat e Marcelo Adnet nessa comparação, cada qual dentro de seu estilo e fórmula próprios).

Diga-se de passagem, o meu quadro predileto do “Lady Night” não envolve o convidado da noite: é o “Entrevista com o Especialista”, em que Tatá metralha um conhecedor de algum assunto qualquer com perguntas absurdas e desconcertantes sobre sua área de conhecimento ou não.

Tatá com Marco Gonçalves, seu pai Alberto Arguelhes e Daniel Furlan (Foto: divulgação)

Cada episódio do “Lady Night” tem diversão garantida, independentemente de quem vai lá. Apesar de Tatá ser a grande estrela, cada programa parece pensado exclusivamente para o convidado da noite, com direito a uma música própria no final. Ponto para a equipe de produção. O mais legal é notar o quanto o convidado se diverte diante do histrionismo e verborragia de Tatá Werneck. A apresentadora consegue divertir o seu entrevistado e, consequentemente, divertir o público.

É talk show, como o “The Noite”, o “Programa do Porchat” e o “Adnight”. Mas é – também e acima de tudo – um divertido programa de humor.

“Lady Night”, de segunda a sexta às 22h30 no Multishow. Disponível no Globosat Play. Leia também:
Feltrin: Engraçado e inteligente, “late show” de Tatá Werneck poderia estar na Globo
Stycer: Tatá Werneck dá show em Lady Night, mas deveria ouvir mais os entrevistados
Siga no FacebookTwitterInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
UOL TV e Famosos - Blogs - Nilson Xavier
Topo