Blog do Nilson Xavier

Oscar 2017: Roteiro com excelentes diálogos faz de “A Qualquer Custo” uma joia de filme

Nilson Xavier

06/02/2017 08h47

Chris Pine e Ben Foster (Foto: divulgação)

Chris Pine e Ben Foster (Foto: divulgação)

A Qualquer Custo” (“Hell or High Water”) é um filme sobre mocinhos caçando bandidos. Se passa na atualidade, mas é um roteiro que cabe perfeitamente num western, é só trocar os carros por cavalos. Uma dupla de bad guys (dois irmãos) que assalta bancos por cidadezinhas no meio do nada americano, enquanto dois tiras estão em seu encalço. O roteiro força o público a ter empatia pelos vilões: anti-heróis com certo carisma, perderam a mãe recentemente e a propriedade da família está hipotecada, o mais velho saiu da cadeia há pouco tempo e o mais novo tem dois filhos que mal vê e uma esposa que não fala com ele.

aqualquercusto_posterEu resisti o máximo que pude em cair na cilada do filme: sentir pena dos vilões – nada justifica seus crimes. Mas o roteiro é tão bom que a última cena – que levanta uma discussão moral e ética – vale como uma redenção dos bad guys. No mais, diálogos cheios de sarcasmo e frases espirituosas (preste atenção!) fazem deste filme uma joia. E a interpretação marcante de Jeff Bridges, como o policial velho, e Ben Foster, como o irmão ex-presidiário. Até Chris Pine está bem! Foi uma grata surpresa! 5 estrelas.

4 indicações: filme, roteiro original, ator coadjuvante (Jeff Bridges) e montagem.

Siga no TwitterFacebookInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Topo