Blog do Nilson Xavier

Efeitos especiais em cenas de inferno e batalha marcaram a estreia de “O Rico e Lázaro”

Nilson Xavier

13/03/2017 22h51

Heitor Martinez como Nabucodonosor (Foto: Munir Chatack/Record TV)

É sobre uma parábola bíblica, mas pareceu a história de Nabucodonosor, um dos mais poderosos tiranos da Antiguidade. O capítulo de estreia de “O Rico e Lázaro” – nova novela da Record, nessa segunda (13/03) – foi todo sobre ele, com direito a cenas de batalha, coroação e epílogo com narração ao final, explicando de quem se tratava. Heitor Martinez esteve muito seguro no personagem e, parece, renderá boas cenas.

Quem também se destacou foi Victor Hugo, como o profeta Jeremias, o outro foco dessa estreia. Gosto muito do avanço a que chegaram as produções bíblicas da Record, dessa vez com a produtora Casablanca (que também esteve na novela anterior, “A Terra Prometida”). Cenários, figurinos, fotografia e caracterizações visivelmente superiores aos dos tempos de “Os Dez Mandamentos”.

Entretanto, muitos atores jovens e inexperientes que destoam quando contracenam com nomes tarimbados como Denise Del Vecchio, Paulo Figueiredo, Zé Carlos Machado, Lucinha Lins e outros. Esta é a fase em que os protagonistas da novela são adolescentes, Zac e Asher, o Rico e Lázaro do título – não necessariamente em ordem, porque não se sabe ainda quem é o rico e quem é Lázaro. Mais adiante, serão interpretados por Igor Rickli e Dudu Azevedo.

O que mais chamou a atenção nessa estreia foram os efeitos especiais, principalmente na sequência da batalha, com muita duplicação de imagem por computador, o que faz, por exemplo, um exército de 50 figurantes parecer dez vezes maior. A sequência que abriu o capítulo, mostrando um sofrimento de um homem num suposto inferno, quase beirou a animação de tanto efeito.

Foi uma estreia longa: mais de 1 hora sem intervalos comerciais. Mas não foi um capítulo cansativo, o que prova um cuidado na edição. Os próximos prometem, com o suplício de Jeremias.

Leia também: “Game of Thrones” e “300” inspiraram batalha sangrenta em “O Rico e Lázaro”.
Siga no TwitterFacebookInstagram

Sobre o autor

Nilson Xavier é catarinense e mora em São Paulo. Desde pequeno, um fã de televisão: aos 10 anos já catalogava de forma sistemática tudo o que assistia, inclusive as novelas. Pesquisar elencos e curiosidades sobre esse universo tornou-se um hobby. Com a Internet, seus registros novelísticos migraram para a rede: em 2000 lançou o site Teledramaturgia (http://www.teledramaturgia.com.br/), cujo sucesso o levou a publicar o Almanaque da Telenovela Brasileira, em 2007.

Sobre o blog

Um espaço para análise e reflexão sobre a produção dramatúrgica em nossa TV. Seja com a seriedade que o tema exige, ou com uma pitada de humor e deboche, o que também leva à reflexão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.title}}

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Blog do Nilson Xavier
Topo